quarta-feira, 5 de Maio de 2010

Imunidade Mediada por Células


A imunidade mediada por células resulta da participação dos linfócitos T que possuem receptores membranares específicos, os receptores T (TCR), e que só reconhecem antigénios apresentados na superfície das células do nosso organismo ligados a moléculas identificadoras do indivíduo (base do reconhecimento dos nossos próprios antigénios (self) e dos antigénios que nos são estranhos (non-self), quando apresentados por células especializadas, as células apresentadoras).

Quando ocorre a fagocitose de bactérias ou vírus por um macrófago, formam-se fragmentos peptídicos dos antigénios que se ligam a certas moléculas presentes na superfície do macrófago, que os exibe e apresenta aos linfócitos T. A exposição e a ligação de linfócitos T com o antigénio apropriado activa esses linfócitos, que entram em divisão (menos acentuada do que nos linfócitos B). O estado de activação celular leva os linfócitos T a produzirem e a libertarem mediadores químicos com diferentes funções e a originarem células T de memória.

Um antigénio exposto pelas células apresentadoras pode activar diferentes tipos de linfócitos T, mas só os linfócitos T auxiliares originam células de memória. Os linfócitos T de memória vivem num estado inactivo durante muito tempo, mas respondem prontamente, entrando em multiplicação se o organismo for novamente invadido pelo mesmo agente antigénico.
Os linfócitos T são activos contra parasitas multicelulares, fungos, células infectadas por bactérias ou vírus, células cancerosas, tecidos enxertados e órgãos transplantados.

Sem comentários:

Enviar um comentário